POLÍCIA

Policia Civil participa de operação “Áquila ll” de Pernambuco e prende foragido da justiça em Brasileia

Publicados

POLÍCIA

Ascom/Polícia Civil

 

Nas primeiras horas desta segunda-feira, 11, a Polícia Civil do Acre por meio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) e da Delegacia Geral de Brasileia com apoio da Coordenação de Recursos Operacionais (CORE) participou da operação “Áquila ll” e deram cumprimento a três mandados de prisão na cidade de Brasileia e capturaram o foragido da justiça do Estado de Pernambuco.

Os mandados foram expedidos pelo juízo da 12ª Vara Criminal da Capital (Recife), do Tribunal de Justiça de Pernambuco e foi realizada a prisão de M.N.F. Os representados respondem pelos crimes de Tráfico de Drogas, Organização Criminosa, Associação para o Tráfico e Lavagem de Dinheiro e fazem parte da investigação da Operação “Á.

A operação ocorre em seis Estados contra tráfico de drogas e roubo de cargas tem bloqueio de R$ 47 milhões e 18 mandados de prisão. A ação investiga também sequestros e lavagem de dinheiro. Mandados são para Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins, Pará e Acre.

Os mandados foram para endereços em Olinda, Paulista, Igarassu e Jaboatão dos Guararapes, todos na Grande Recife, além de cidades no Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins, Pará e Acre. Entre os bens sequestrados estão uma granja e veículos.

Leia Também:  Policia Civil prende investigado por tráfico de drogas em Rio Branco

Denominada Áquila ll, a operação é comandada por Pernambuco e é um desdobramento de outra realizada em outubro de 2021 que resultou em 25 presos. Na época, a polícia identificou um esquema em que grupos criminosos enviavam dinheiro para contas no Acre para obter drogas como maconha e cocaína na Bolívia. Além disso, havia lavagem de dinheiro através da compra de imóveis, cavalos, suínos e bovinos.

Além das prisões efetuadas e fazer a desarticulação das organizações criminosas, os agentes da DENARC no Acre formulam relatórios de investigação e conseguem levar elementos de informação para subsidiar o inquérito que por sua vez iria justiça, levando os traficantes de drogas à condenação e o perdimento dos bens usados na prática criminosa.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Polícia Civil identifica mulher que deu golpe de dez mil em idosa na capital

Publicados

em

Ascom/Polícia Civil do Acre

 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia da 2ª Regional, identificou uma mulher que subtraiu de uma idosa a quantia de dez mil reais.

Os investigadores receberam a idosa M.C.F. P. de 68 anos que compareceu na delegacia solicitando ajuda, pois havia sido subtraído de sua conta aproximadamente R$ 10.000,00 (dez mil reais) sem seu conhecimento.

A partir daí, a idosa teve um atendimento especializado e preferencial, tendo seu caso resolvido em menos de uma semana.

O trabalho investigativo identificou a autora M.A.C.M. de 43 anos, que havia subtraído o valor tratando-se de uma ex-funcionária do Centro de Referência em Assistência Social -CRAS, que havia atendido a vítima há tempos.

Em posse do cartão e senha da conta da idosa a mulher que prestava assistência a vítima e gozava da confiança dela, realizou o saque bancário.

Segundo o Delegado Samuel Mendes, titular da delegacia da Segunda regional, a autora foi identificada e, em seu interrogatório, confessou a autoria do delito, bem como, efetuou na delegacia a devolução do dinheiro da vítima, quantia aproximada de R$ 10.000,00 (dez mil reais ).

Leia Também:  Polícia Civil prende homicida foragido da justiça em Rio Branco

“As investigações irão continuar para que seja verificado se houve apenas furto, ou crimes previstos no estatuto do idoso. Caso constatado crime específico do estatuto do idoso, a investigação será direcionada à Delegacia de Atendimento ao Idoso (DAI) onde a vítima terá um atendimento especializado e direcionado para apuração destes delitos específicos”, finalizou o Delegado Samuel.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RIO BRANCO

POLÍTICA AC

ACRE

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA